Um telescópio desenvolvido pela Universidade de Massachussets em Lowell vai procurar por planetas que se assemelham à Terra a uma altura de cerca de 38 km. O objeto é financiado pela Nasa e usa uma tecnologia óptica especial que filtra a luz das estrelas orbitadas pelos planetas. Ele foi lançado à atmosfera nesta terça-feira (1) em Fort Sumner, Novo México, a bordo de um balão de hélio enorme de 680kg, 4,3m de comprimento e 1m de largura.

Reprodução

A Nasa financia o projeto com uma bolsa de cinco anos e US$ 5,6 milhões para a universidade norte-americana. Chamado de “PICTURE-C”, o telescópio vai operar no limite da atmosfera terrestre para capturar imagens claras e permanecerá no ar por várias horas seguidas, antes de ser dissociado e voltar ao solo com a ajuda de um paraquedas.

O projeto pode resultar na descoberta de outros corpos no espaço além dos planetas parecidos com a Terra, em virtude da abordagem inovadora de captura de luz. Um retorno do telescópio à atmosfera já está marcado para 2020, para realizar mais fotografias e auxiliar em pesquisas da agência espacial norte-americana.

publicidade

Fonte: TechCrunch