No ano passado, a Uber anunciou o desenvolvimento de um novo recurso chamado “RideCheck” que utiliza GPS, acelerômetro e outros sensores dentro de um smartphone para detectar irregularidades na viagem. Assim a empresa pode saber se houve um acidente de carro ou uma parada longa inesperada. Após aperfeiçoamento o “RideCheck” está finalmente disponível nos EUA, e chegará a outros países em breve, disse a empresa.

O sistema alerta motoristas quando algo fora do comum é detectado. Uma notificação será exibida perguntando se está tudo bem, o que leva a uma lista de respostas possíveis, incluindo a opção de ligar para as autoridades no 911 ou a linha direta de segurança da Uber. A equipe de operadores de segurança do Uber também pode entrar em contato para garantir que o passageiro esteja seguro quando o recurso for acionado.

O recurso está vinculado ao aplicativo dos motoristas, portanto não é necessário ativar novas permissões. Isso é melhor para o funcionamento do “Ride Check”, já que passageiros normalmente deixam o app da Uber em segundo plano durante viagens. Para evitar quaisquer falsos positivos, como um telefone abandonado, o Uber usa o aprendizado de máquina e motoristas podem dizer que estão bem em resposta à notificação.

O recurso não é uma novidade no mercado, outros sistemas, como o OnStar da GM, usam sensores embutidos no próprio veículo para detectar acidentes e alertar automaticamente as autoridades. Mas, considerando a popularidade da Uber, sua adição é interessante.

publicidade

Via: The Verge