O Departamento do Interior dos EUA suspendeu as operações de sua frota de drones, com medo de que possam ser usados pela China para espionagem. O órgão tem ao todo 800 aeronaves que foram feitas na China ou usam componentes Chineses. Elas não poderão ser usadas até que uma análise de risco seja concluída.

Publicidade

Atualmente o Departamento do Interior dos EUA usa drones no combate a incêndios florestais, monitoramento de barragens e enchentes, inspeção de terras, análise de danos ambientais causados por erosão e monitoramento de espécies ameaçadas, entre outros usos. O medo é que as aeronaves possam transmitir para a China fotos e vídeo de infraestruturas vitais nos EUA, que poderiam ser alvo de cyberataques futuros.

A ordem foi data por David Bernhardt, secretário de interior dos EUA, e parece ser parte de mais um capítulo na guerra comercial entre os EUA e a China. O alvo, no caso, seria a chinesa DJI, uma das principais fabricantes de drones no mundo.

Publicidade

Até decisão em contrário, os drones só poderão ser usados em situações de emergência, como no combate a incêndios florestais, operações de busca e salvamento e no caso de desastres naturais que ameaçam a vida ou as propriedades da população.

publicidade

Fonte: The Verge

Publicidade