A Nasa usou o telescópio espacial Hubble para conseguir as primeiras imagens de um objeto interestelar, o cometa 2I/Borisov. Feitas em 12 de outubro, elas mostram um aglomerado brilhante de poeira ao redor do núcleo do cometa, que é pequeno demais para ser fotografado.

O 2I/Borisov foi descoberto pelo astrônomo amador Gennady Borisov, da Criméia, em 30 de agosto deste ano. Depois de uma semana de observações, cientistas do Minor Planet Center da União Astronômica Internacional e do Centro para Estudos de Objetos Próximos da Terra, da NASA, calcularam sua trajetória e confirmaram que se trata de um objeto vindo de outro sistema estelar.

Analisando as propriedades do cometa os cientistas foram capazes de determinar que, embora tenha vindo de um sistema alienígena, ele tem características similares aos dos cometas oriundos de nosso sistema solar, o que indica que materiais e processos evolutivos que levam à formação estelar em seu local de origem são similares aos nossos.

publicidade

O cometa está em uma órbita hiperbólica em direção ao sol, a uma velocidade de 177 mil quilômetros por hora. Em 8 de dezembro ele atingirá sua aproximação máxima do Sol (cerca de duas vezes a distância entre o Sol e a Terra), e começará a jornada de retorno a seu local de origem.

Este é o segundo objeto interestelar confirmado pelos cientistas. O primeiro foi o Oumuamua, descoberto em dezembro de 2017. Entretanto ele tem características muito diferentes do 2I/Borisov, se comportando mais como uma rocha rolando pelo espaço do que como um cometa propriamente dito.

Fonte: Nasa