A venda de celulares da Samsung está em queda, e para tentar reverter a situação a fabricante coreana pode lançar nada menos que cinco modelos top de linha no começo do ano que vem. É isso o que diz uma reportagem do Wall Street Journal que detalhou alguns planos da linha Galaxy para 2019.

Os primeiros aparelhos flagship da Samsung para o ano que vem devem ser da linha Galaxy S10. Mas, em vez de dois modelos como nos últimos anos, a coreana prepara três versões do dispositivo, com telas entre 5,8 e 6,4 polegadas – um pequeno, um médio e um grande. O design deles deve ser bastante diferente dos atuais S8 e S9.

Alguns meses depois, durante o segundo trimestre do ano, a linha S10 deve ganhar um novo membro: com tela de 6,7 polegadas e seis câmeras – duas frontais e quatro traseiras, o quarto Galaxy S10 também deve ter compatibilidade com redes 5G.

Por fim, o misterioso celular dobrável da Samsung está previsto para o primeiro semestre do ano que vem. A coreana já apresentou um protótipo do dispositivo com duas telas – uma externa convencional, além de uma interna flexível – mas detalhes sobre o hardware ainda são desconhecidos. Segundo uma agência coreana de notícias, o aparelho pode se chamar Galaxy Glex ou Samsung Flex e custar até US$ 1,7 mil.

publicidade

A mudança de estratégia da Samsung visa não apenas reverter a situação de queda nas vendas como também conter o avanço de fabricantes chinesas que já ameaçam a liderança global no mercado. Nos últimos meses, não apenas os top de linha venderam menos do que o esperado, como os intermediários e básicos também apresentaram queda na comercialização.