A empresa lista os desafios, que não são poucos, para tirar a ideia do papel: certificações, baterias, eficiência, confiabilidade, controle do tráfego aérego, segurança, ruído, emissões de poluentes, infraestrutura e treinamento de pilotos.

Em uma postagem no Medium, Jeff Holden, CPO da companhia, cita as vantagens desse tipo de transporte, incluindo a ausência da necessidade de seguir rotas, a maior flexibilidade no transporte, a segurança e a redução na produção de poluentes, além da rapidez no trajeto e na redução de trânsito.

publicidade

“Acreditamos também que, a longo prazo, esse tipo de transporte será acessível diariamente para as massas e muito mais barato do que ter um carro. Normalmente, as pessoas pensam em voar como uma forma cara e pouco frequente de viajar, mas isso é em grande parte devido ao baixo volume de produção de aeronaves de hoje”, explica.

Para acessar a pesquisa completa clique aqui.

publicidade

Via Engadget