Na era da internet, o tamanho do arquivo é fundamental: documentos, imagens e vídeos compactados ocupam menos espaço do que os não-comprimidos e também podem ser transmitidos mais rapidamente.

É pensando nisso que o Twitter está desenvolvendo uma forma de reduzir o tamanho das imagens sem comprometer a qualidade delas. A empresa criou um algoritmo de inteligência artificial que pode comprimir uma foto de forma mais eficiente do que o JPEG2000, o que resulta em imagens mais nítidas que ocupam menos espaço.

publicidade

O algoritmo analisa exemplos de imagens de alta qualidade e determina regras para recriar a imagem usando menos informação. Essa técnica é conhecida como aprendizagem “end-to-end”, na qual o computador constrói seus próprios métodos de resolução para um problema a fim de alcançar o resultado esperado.

Veja a diferença, da esquerda para a direita, da compressão do Twitter, JPEG2000 e JPG comum:

publicidade

publicidade

No entanto, ainda é preciso passar por um obstáculo para a tecnologia ser bem-sucedida: como os computadores quantificam o que os seres humanos percebem como sendo alta qualidade.

Via Quartz

publicidade