O Google anunciou mudanças importantes para a publicidade no YouTube. Em breve, a empresa começará a testar o uso de dois anúncios seguidos durante a reprodução de vídeos ao invés do único existente atualmente. Além disso, o site começará a colocar mais propagandas na tela inicial do site de vídeos e em dispositivos como TVs.

Em seu blog oficial, o Google explicou que os usuários do YouTube tendem a ficar mais incomodados com interrupções frequentes de propagandas. No novo modelo, caso concordem em assistir duas publicidades seguidas, o número de paradas posteriores no vídeo seriam reduzidas em até 40%. Se não, o usuário poderia pular diretamente para o conteúdo normalmente.

publicidade

Embora essa pareça ser uma medida bem impopular, o Google alega que dados iniciais mostraram que a publicidade dupla tende a aumentar o alcance único das campanhas. Inicialmente, o plano da empresa é lançar o novo padrão de propagandas ainda este ano para os computadores. Em seguida, a mudança chegaria para os dispositivos móveis e TV.

Mais propagandas também na tela inicial e TVs

publicidade

Outra área que deve ganhar mais publicidade do YouTube é a tela inicial do portal de vídeos. O espaço, que atualmente conta com sugestão de vídeos com base nas preferências do usuário, ganhará em breve o mesmo tipo de propaganda que aparece atualmente na lista de vídeo relacionados Isso inclui campanhas em vídeos, banners com informações de marca e anúncios relacionados à instalação de aplicativos.

Por fim, o Google disse ainda que os usuários do YouTube assistem mais de 180 milhões de horas de vídeos diariamente em televisões. Por conta disso, a empresa deve permitir que anunciantes preparem campanhas cada vez mais direcionadas para estes dispositivos. No último mês, a empresa lançou perfis de publicidade específica para TVs, incluindo de vídeos em 360 graus, e pretende ampliar isso em breve.

publicidade

Embora o Google defenda que os novos formatos de propaganda se adaptam melhor aos hábitos do usuário, o aumento no número de publicidade dificilmente será algo muito popular entre os usuários. Por enquanto, a única saída para quem não quer ver mais anuncios no site de vídeos é assinar o plano Premium da empresa, que custa R$ 20,90 mensais.