Já faz tempo que as empresas de tecnologia trabalham para ajudar as pessoas a ter uma vida mais saudável e emagrecer. Pulseiras e relógios inteligentes, além de aplicativos, já funcionam como personal trainers e nutricionistas, mas o setor pode conseguir resultados ainda melhores com a ajuda de um dos setores mais promissores dos últimos anos: a realidade virtual.

Com o lançamento de óculos de realidade virtual, muita gente já percebeu que é fácil “enganar” o cérebro fazendo com que ele acredite no que aparece nas telas, mesmo que não seja verdade. Pesquisadores do Japão desenvolveram um método que pode ajudar a emagrecer sem grandes sacrifícios. 

publicidade

A tongue touching electodes

Os cientistas criaram uma espécie de comida virtual. O estudo descobriu que a aplicação de correntes elétricas e o ajuste de temperatura na língua podem imitar sabores e texturas de diferentes alimentos. Ao alterar a duração do impulso, é possível simular até a sensação de mastigação.

publicidade

Em testes realizados pelos pesquisadores, os participantes relataram aromas picantes e mentolados, dependendo da temperatura. Eles afirmaram ainda que realmente pensaram que tinham mordido alimentos reais.

É importante lembrar que tudo depende da atitude do usuário. Para os pesquisadores, o maior obstáculo será a escolha de um “alimento virtual” no lugar do real.

publicidade