A Anatel vai investigar a Claro por bloquear IMEI de celulares de clientes inadimplentes. A agência reguladora diz que a prática não é permitida e abriu um processo administrativo para avaliar a situação.

Segundo o Tecnoblog, as operadoras brasileiras inseriram em contratos de clientes uma cláusula que prevê o bloqueio do código IMEI de um celular em caso de falta de pagamento de conta.

publicidade

A agência diz que a prática é proibida – o bloqueio de IMEI só deve ser feito a partir de um pedido do proprietário do equipamento, e em caso de furto, roubo ou extravio.

O processo administrativo contra a Claro foi iniciado no dia 16 de agosto e ainda está em fase de intimação – a Claro tem 15 dias para apresentar uma defesa.