Com a diversificação dos serviços de streaming, a soberania da Netflix já não é mais a mesma. A atitude da plataforma de reproduzir automaticamente uma prévia da nova série documental que mostra um sujeito matando gatos deixou sua posição ainda mais ameaçada. Os assinantes ficaram chocados por serem obrigados a assistir ao trailer logo após entrar no serviço. 

Publicidade

A Netflix começou recentemente com a estratégia de disponibilizar prévias de filmes e séries novos na plataforma. O que provocou uma reação negativa dos usuários não foi o fato de produzir uma série sobre a investigação de um serial killer que mata gatos na internet, chamada “Dont’t Fuck With Cats: uma caçada online, mas sim o fato da reprodução do trailer, de conteúdo sensível, sem qualquer tipo de aviso. 

Alguns assinantes postaram sua indignação no Twitter e no Reddit, mas após as manifestações a empresa parece ter solucionado o problema e removeu a reprodução automática. A interface permite que sempre que o cliente passe o mouse sobre um título por mais de um segundo ele assista um vídeo que serve como sinopse. Mas, apesar de alguns filmes e séries conterem avisos de conteúdo sensível, o cuidado não foi tomado para com Don’t Fuck With Cats, que possui partes que podem ser perturbadoras, dependendo do indivíduo. 

Publicidade

A série documental é dividida em três partes e mostra como um grupo de amantes de animais entrou em uma busca com a polícia para encontrar o assassino canadense Luka Rocco Magnotta. O serial killer ganhou certa fama após divulgar vídeos nas redes sociais de abusos e maus tratos a gatos, o que mobilizou grande parte daqueles que tiveram o desprazer de assisti-los. 

publicidade

A Netflix descreveu o documentário como “muito difícil de assistir em alguns momentos”, em um tuíte recente. Embora o trailer não divulgue explicitamente o ato, ele indica que a crueldade com os animais está sendo praticada por meio de reações dos personagens que assistem os vídeos. 

Um usuário do Reddit conversou com a equipe de suporte da empresa para reclamar do problema, e enviou prints de tela sobre o que foi discutido ao site Gizmodo. O porta-voz contou que recebeu alguns feedbacks semelhantes, e sugeriu que os assinantes que não queiram ver o trailer cliquem no ícone de descurtir para tirar a série da lista de recomendações. 

Publicidade

Apesar da dica do porta-voz, provavelmente a melhor solução foi tomada, na qual tira o acesso automático do trailer. “Dont’t Fuck With Cats: uma caçada onlinefoi disponibilizada mundialmente na Netflix no dia 18 de dezembro, contendo três episódios com cerca de uma hora. 

 

Via: Gizmodo

Publicidade