A empresa norte-americana IBM anunciou nesta quarta-feira que desenvolveu uma nova tecnologia de bateria, baseada em materiais extraídos da água do mar e que não necessita de cobalto.

Publicidade

A extração do minério para a produção das baterias de íons de lítio é concentrada na República Democrática do Congo, na África, e por muito tempo levantou questões éticas devido ao uso de trabalho infantil da região pelas empresas de mineração, bem como pelo desrespeito à segurança dos trabalhadores.

Ainda segundo a empresa, a nova tecnologia supera as baterias de íons de lítio em custo, tempo de carga e eficiência energética. O objetivo da empresa é ter um protótipo funcional da bateria em cerca de um ano. Mas ainda não há uma expectativa de comercialização da nova tecnologia.

Publicidade