Ren Zhengfei, CEO da Huawei, afirmou que seus planos de aposentadoria foram arruinados depois que a empresa enfrentou um proibição do Departamento de Comércio dos EUA. A empresa divulgou hoje (18) uma entrevista na qual o CEO fala sobre o desenvolvimento da rede 5G na América Latina, o HarmonyOS, da Huawei, e extensões temporárias.

Publicidade

Na conferência, Zhengfei foi perguntado sobre seus planos de aposentadoria. Ele respondeu afirmando que as ações do governo americano para suprimir a empresa o motivaram. O CEO estava planejando se aposentar em breve, mas a proibição no início de 2019 o levou a trabalhar para o Departamento de Relações Públicas da Huawei.

Reprodução

Publicidade

Depois disso, ele mencionou os planos da Huawei na Espanha, de construir a melhor rede 5G na Europa e mencionou ainda a cooperação da Huawei com a Telefônica na América Latina. A empresa também está enfrentando problemas com o governo espanhol em questões que envolvem segurança.

publicidade

O CEO da gigante chinesa também respondeu perguntas sobre o relacionamento do HarmonyOS com o sistema Android e se a extensão de licenças temporárias pelo governo dos EUA afeta a empresa. De acordo com ele, o HarmonyOS será de código aberto para cada país, semelhante ao Android OS, mas não terá vínculos com o último.

Zhengfei também afirmou que o HarmonyOS será completamente separado, com seu próprio ecossistema e desenvolvimento de aplicativos.

Publicidade

 

Via: Gizmochina

 

Publicidade