A Intel anunciou na última segunda-feira (16) a compra da startup Habana Labs. A empresa com sede em Israel é especializada em processadores voltados para inteligência artificial, e custou cerca de US$ 2 bilhões, aproximadamente R$ 8,11 bilhões. O negócio faz parte da estratégia da empresa de crescer na área de central de dados.

Publicidade

A Haban Labs vai continuar como uma unidade de negócios independente, com sua própria liderança atual e vai responder ao grupo de plataforma de dados da Intel. Em junho, a israelense arrecadou US$ 120 milhões (cerca de R$ 487 milhões), e lançou o Gaudi, processador que compete com produtos da Nvidia, rival da Intel.

Com a estagnação da venda de computadores, a Intel depende cada vez mais de outros centros, como processamento de dados. Esses, por sua vez, utilizam a inteligência artificial para alguns recursos, como reconhecimento facial em fotos.

Publicidade

“A Habana potencializa nossas ofertas de inteligência artificial para centros de dados com processadores de alto desempenho e um ambiente de programação baseado em padrões para lidar com a evolução das cargas de trabalho de IA”, concluiu Navin Shenoy, gerente geral do grupo de plataformas de dados da Intel.

publicidade

Via: G1

Publicidade