Primeiro foram os botões de navegação físicos. Depois, a entrada para fones de ouvido. Então veio a vez do sensor de impressões digitais. E o próximo item a “sumir” dos smartphones podem ser os últimos botões físicos que restam, os de liga/desliga e volume.
 
A tecnologia está sendo desenvolvida por uma empresa chamada UltraSense, que criou um novo sensor, chamado TouchPoint, com apenas 1,4 × 2,4 mm que é capaz de detectar toques com precisão, mesmo atrás de uma camada de plástico ou se o usuário estiver usando luvas.
 
Ele pode diferenciar toques acidentais de intencionais, ou um dedo de outros objetos, segundo a fabricante. O consumo de energia é tão baixo, 20 miliamperes, que o impacto na autonomia de bateria seria quase imperceptível.
 
Reprodução
 
Sensor UltraSense TouchPoint sobre moeda de 1 centavo de dólar. Crédito: UltraSense
 
A ideia é que este sensor possa substituir os botões físicos, com algumas vantagens. Entre elas a ausência de desgaste mecânico com o tempo e o fim da necessidade de abrir, e selar, buracos na carcaça do aparelho para os botões. Com isso, fica mais fácil tornar o smartphone a prova d’água.
 
A tecnologia permitiria aos fabricantes acabar com os últimos componentes móveis em um smartphone e criar um design completamente “clean”, sem nenhum buraco ou interrupção. Recarga? Via Wi-Fi. Áudio e acessórios? Bluetooth. Botões? Virtuais. 
 
De acordo com a empresa o custo do seu sensor é o mesmo de um botão físico, cerca de US$ 2, e as “cinco principais fabricantes” (Samsung, Huawei, Oppo, Apple e Xiaomi) de smartphones estão avaliando ou incorporando o sensor em seus produtos. 
 
A UltraSense irá demonstrar o TouchPoint durante a CES 2020, que ocorre entre os dias 7 e 10 de janeiro de 2020 em Las Vegas, nos EUA
 
Fonte: CNet

Botões virtuais podem tornar celulares ainda mais resistentes à água

Publicidade

Primeiro foram os botões de navegação físicos. Depois, a entrada para fones de ouvido. Então veio a vez do sensor de impressões digitais. E o próximo item a “sumir” dos smartphones podem ser os últimos botões físicos que restam, os de liga/desliga e volume.

publicidade

A tecnologia está sendo desenvolvida por uma empresa chamada UltraSense, que criou um novo sensor, chamado TouchPoint, com apenas 1,4 x 2,4 mm que é capaz de detectar toques com precisão, mesmo atrás de uma camada de plástico ou se o usuário estiver usando luvas.

Publicidade

Ele pode diferenciar toques acidentais de intencionais, ou um dedo de outros objetos, segundo a fabricante. O consumo de energia é tão baixo, 20 miliamperes, que o impacto na autonomia de bateria seria quase imperceptível.

A idéia é que este sensor possa substituir os botões físicos, com algumas vantagens. Entre elas a ausência de desgaste mecânico com o tempo e o fim da necessidade de abrir, e selar, buracos na carcaça do aparelho para os botões. Com isso, fica mais fácil tornar o smartphone a prova d’água.

A tecnologia permitiria aos fabricantes acabar com os últimos componentes móveis em um smartphone e criar um design completamente “clean”, sem nenhum buraco ou interrupção. Recarga? Via Wi-Fi. Áudio e acessórios? Bluetooth. Botões? Virtuais. 

Publicidade

De acordo com a empresa o custo do seu sensor é o mesmo de um botão físico, cerca de US$ 2, e as “cinco principais fabricantes” (Samsung, Huawei, Oppo, Apple e Xiaomi) de smartphones estão avaliando ou incorporando o sensor em seus produtos. 

A UltraSense irá demonstrar o TouchPoint durante a CES 2020, que ocorre entre os dias 7 e 10 de Janeiro de 2020 em Las Vegas, nos EUA

Fonte: CNet

Publicidade

https://www.cnet.com/news/virtual-buttons-could-make-your-2020-phone-more-waterproof/

 

Publicidade