O Sistema de Lançamento Espacial da Nasa, o sistema de foguetes que eventualmente vai fornecer meios para a agência enviar astronautas para a Lua, é um grande negócio para a exploração espacial. O projeto está em andamento há muito tempo e, agora que parece no caminho de ser concluído, a Nasa quer garantir que ele está pronto para entrar em ação.

Publicidade

Com isso em mente, a agência recentemente colocou uma versão do tanque de combustível de hidrogênio líquido do Sistema em teste final, levando-o muito além dos limites projetados. O teste acabou resultando no rompimento do tanque, que era o objetivo, segundo a Nasa.

Reprodução

Publicidade

“Nós propositalmente levamos esse tanque a seus limites extremos e quebramos porque levar os sistemas ao ponto de falha nos fornece dados adicionais, para ajudar a construir foguetes de maneira inteligente”, afirmou Neil Otte, engenheiro-chefe do projeto SLS (Sistema de lançamento Espacial), em comunicado. “Estaremos pilotando o Sistema de Lançamento Espacial nas próximas décadas, e quebrar o tanque de propulsão hoje nos ajudará a evoluir o SLS com segurança à medida que nossas missões evoluírem”, concluiu.

publicidade

Segundo os engenheiros da Nasa, o tanque do SLS resistiu muito bem aos testes antes de quebrar; ele aguentou mais de 260% da carga que vai administrar durante uma missão real. O tanque manteve sua integridade por mais de cinco horas antes de falhar.

A Boeing, principal contratada no projeto SLS, realizou seus próprios testes no tanque antes dos da Nasa. Eles produziram resultados semelhantes, com o tanque falhando aproximadamente no mesmo ponto que nos testes da agência espacial americana.

Publicidade

Via: BRG

 

 

Publicidade