Um ex-engenheiro da Nasa e um ex-designer de brinquedos, desenvolveram juntos uma bola de boliche controlável. A ideia de criar uma bola pilotável surgiu após Mark Rober e James Bruton cortarem uma bola de boliche ao meio, assim, descobriram que dentro dela havia um peso assimétrico. Este peso é o que permite que jogadores profissionais façam curvas com seus arremessos.

Publicidade

Sabendo disso, os dois deram um passo adiante e aprimoraram a bola com um peso que pode ser controlado de um lado para o outro remotamente. As partes internas foram substituídas por mecanismos eletrônicos e mecânicos, que fazem com que a bola mude de direção drasticamente enquanto rola pela pista.

Os dois criadores afirmam que tudo não passou de um experimento cientifico e que não há nenhuma possibilidade da bola ser usada em jogos profissionais.

Publicidade