Liderado pela Coreia do Sul, um grupo de onze países asiáticos pretende construir cidades inteligentes e explorar oportunidades de negócios relacionadas a elas. A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo Ministério dos Transportes de Seul. A ideia é ajudar a resolver uma variedade de problemas de urbanização, como concentração da população e danos causados pelas inundações.

Publicidade

A taxa de urbanização dos países saltou de 18% na década de 1960 para 48% em 2017, levando a um aumento na demanda por infraestrutura inteligente nas cidades. Em função desses números, os países se reuniram em Singapura, no final de 2018, para lançar uma rede de cidades com o objetivo de transformar 26 delas em cidades inteligentes.

A Coreia do Sul planeja injetar quase 5 bilhões de dólares na construção da primeira cidade inteligente do país até 2024. O governo espera que as primeiras 56 famílias se mudem para o complexo residencial no final de 2021.

Publicidade