A Huawei afirmou hoje (12) que vai pagar um bônus extremamente generoso aos funcionários que trabalharam para ajudar a enfrentar a entrada na lista negra dos EUA. O valor é de US$ 286 milhões, aproximadamente R$ 1,1 bilhão.

Publicidade

A gigante chinesa disse que está tentando encontrar alternativas ao hardware norte-americano depois que os Estados Unidos a proibiram de fazer qualquer tipo de negócio com empresas do país, em maio. A proibição interrompeu a capacidade da Huawei de obter componentes essenciais.

Em comunicado oficial, o departamento de recursos humanos da empresa afirmou que o dinheiro é uma marca de reconhecimento pelo trabalho diante da pressão dos EUA. A Huawei também pagará em dobro este mês para quase todos os seus 190 mil trabalhadores.

Publicidade

O bônus deve ir para as equipes de pesquisa e desenvolvimento e para aqueles que trabalham para mudar as cadeias de fornecimento da empresa.

publicidade

Washington adiou a aplicação das restrições e autoridades americanas dizem que algumas vendas serão permitidas. Apesar disso, fornecedores de chips e outros vendedores que dependem da Huawei para bilhões de dólares em receitais anuais ainda estão esperando por licenças.

O governo dos EUA acredita que os equipamentos da Huawei, em especial suas redes 5G, representam um risco de segurança, devido aos supostos laços estreitos da empresa com o governo chinês. A Huawei negou qualquer tipo de participação do governo em suas operações.

Publicidade

 

Via: Reuters