A Boeing apresentou à Nasa uma proposta para um Módulo Lunar que, segundo a empresa, oferece o “caminho mais curto possível” até a Lua. Batizado de Human Lander System (HLS), o módulo da Boeing compete com o Blue Moon, que está sendo desenvolvido em parceria pela Blue Origin, de Jeff Bezos, e a Northrop Grumann.

Publicidade

Segundo a Boeing seu módulo é versátil e pode ser enviado ao espaço acoplado a uma cápsula Orion, montada no foguete SLS 1B que está sendo desenvolvido para a missão Artemis de retorno à Lua. Além disso, pode também ser acoplado diretamente ao “Gateway”, uma estação espacial em órbita lunar que está sendo desenvolvida pela Nasa, sem a necessidade de um veículo de transferência intermediário.

O HLS pode ser transportado à Lua já montado, em apenas um vôo do SLS, eliminando a necessidade de múltiplos lançamentos para enviar vários segmentos que seriam montados no espaço. De acordo com a Boeing, “esta abordagem reduz a complexidade e risco no envio de múltplos segmentos à órbita em múltíplos lançamentos, tornando possível uma missão tripulada à superfície da Lua com apenas cinco eventos críticos para a missão, em vez dos 11 ou mais necessários em estratégias alternativas”.

Publicidade

A Nasa espera que o primeiro pouso tripulado da missão Artemis ocorra em 2024, marcando o retorno da humanidade à Lua após 47 anos.

publicidade

Fonte: Engadget

Publicidade