O Youtuber Zack Nelson, do canal JerryRig Everything, é conhecido por seus testes de tortura para verificar a durabilidade de novos smartphones. Embora seus métodos possam ser considerados um pouco extremos (como queimar a tela com um isqueiro), a sobrevivência de um aparelho é um bom sinal para os consumidores interessados naquele modelo. Infelizmente, para os fãs do Google, o Pixel 4 XL não se saiu tão bem.

Publicidade

A tela e o painel traseiro, em Gorilla Glass 5, tem resistência equivalente à de outros smartphones testados por Zack. E a moldura lateral em metal, revestida com uma cobertura fosca, também é um bom sinal. Mas é justamente a moldura o ponto fraco do aparelho, que reprovou no teste da “dobra”.

Nelson segura os aparelhos pelas extremidades e tenta dobrá-los em duas direções, uma forma de simular o que poderia acontecer com um smartphone num bolso de uma calça, por exemplo. E embora a maioria dos smartphones recentes consiga sobreviver a este teste, o Pixel 4 apresentou rachaduras em 4 pontos da moldura metálica.

Publicidade

publicidade

Em uma análise rápida, é possível verificar que as falhas ocorrem exatamente nos pontos onde estão localizadas as antenas. Ou seja, o Google não reforçou este ponto fraco da carcaça, o que pode ser uma má notícia para quem está interessado em um Pixel 4 e pretende mantê-lo por longo prazo.

Curiosamente, o resultado conseguido pelo Pixel 4 é um retrocesso. No ano passado o Pixel 3 XL passou pelo mesmo teste sem nenhum problema, mesmo quando submetido a força extrema.

Publicidade

Fonte: JerryRig Everything