A startup russa Promobot está desenvolvendo robôs-clones autônomos que podem ter a aparência de pessoas reais. Segundo a empresa, o Robô-C, como foi apelidado, será uma digitalização da personalidade original de uma pessoa. Além disso, o comprador poderá escolher quem quer copiar.

Publicidade

Os Robôs-C não podem andar, mas seu pescoço e tronco possuem três graus de movimento. Além disso, seu rosto possui 18 partes móveis, que permitem ao robô produzir 600 micro expressões e sua inteligência artificial pode criar até 100 mil módulos de fala.

A startup diz que já recebeu dois pedidos. Um dos robôs encomendados atuará em um aeroporto para escanear passaportes, o outro será um clone de Albert Einstein para uma exposição de robôs na Europa. Os robôs custarão cerca de R$ 65 mil, dependendo da configuração pedida pelo cliente.

Publicidade