No domingo (27), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou durante uma entrevista coletiva ao vivo que Abu Bakr al-Baghdadi, líder do grupo terrorista ISIS, estava morto. Durante o discurso, ele comentou que os militares levaram um robô na missão, porém, não existem muitos detalhes além disso.

Publicidade

Trump observou o envolvimento do robô várias vezes durante sua conversa com os jornalistas. “Nós tínhamos um robô por precaução, porque temíamos que ele (a-Baghdadi) usasse um colete suicida e se você se aproximar dele e ele explodir, você vai morrer”.

Um repórter perguntou se o robô seguiu o líder da ISIS até o túnel onde ele se matou. Trump respondeu que o robô estava configurado para fazê-lo, porém todos estavam movendo-se tão rápido que não foi possível ligá-lo.

Publicidade

A declaração oficial escrita por Trump sobre a missão, no entanto, não faz menção a nenhum robô militar. E, até agora, ninguém mais envolvido no ataque ao ISIS deu uma palavra sobre isso. Sabemos que a missão “incluía helicópteros, jatos e drones dos EUA”, porque é isso que as fontes envolvidas no ataque disseram à NBC News .

publicidade

Via: Futurism

 

Publicidade