Death Stranding, o novo e aguardado jogo do mestre Hideo Kojima, merece destaque por muitos fatores, entre eles sua trilha sonora que inclui faixas de artistas como Bring Me The Horizon e Chvrches, entre outros. O potencial musical também está sendo explorado por um novo álbum, Death Stranding: Timefall, que incluirá oito faixas de artistas do Sony Music Group (SMG) inspiradas pelo mundo do jogo.

Mas parece que Death Stranding é apenas um teste, e os planos da empresa para integração de suas propriedades vão além disso. Segundo a revista Rolling Stone o CEO da Sony Music Group, Rob Stringer, declarou em um evento recente que Death Stranding “irá inovar na forma como a música é integrada ao jogo” e que o SMG irá trabalhar em conjunto com a divisão PlayStation para a divulgação de Timefall.

O projeto está sendo visto como um “benchmark” para uma colaboração criativa cada vez maior entre as duas divisões, em preparação para o lançamento do PlayStation 5 em 2020. Ou seja, a Sony pretende integrar cada vez mais as músicas produzidas por seus artistas aos jogos produzidos para o seu console.

O PlayStation 5 tem lançamento previsto para o final de 2020, mas muita informação sobre o console já foi divulgada. Veja aqui no Olhar Digital o que esperar do PlayStation 5.

publicidade

Fonte: Rolling Stone