O Google confirmou nesta quarta-feira (25), a descoberta de uma falha no Google Chrome para MacOS que fez com que alguns computadores rodando o sistema da Apple fossem fatalmente afetados, corrompendo o sistema de arquivos das máquinas. Isso não é nenhuma surpresa para os funcionários de vários estúdios de Hollywood, que tiveram sua operação completamente interrompida quando seus Macs Pro se mostraram incapazes de ligar.

Como relata o site Variety, a falha afetou várias máquinas desde segunda-feira, o que fez com que o conhecimento do bug se espalhasse rapidamente entre editores de vídeo, que são um público cativo da Apple. No entanto, inicialmente acreditava-se que o problema fosse outro, ligado a um software chamado Media Composer, de uma empresa chamada Avid, que parecia ser um ponto em comum dos computadores afetados. A dúvida só passou quando o Google assumiu a culpa pela falha com o Chrome.

“Descobrimos recentemente que uma atualização do Chrome foi distribuída com um bug que danifica o sistema de arquivos de máquinas com MacOS com System Integrity Protection (SIP) desabilitado. Nós interrompemos a liberação enquanto finalizamos uma nova atualização que resolve o problema”, diz um representante do Google no fórum de suporte da empresa.

A falha está num sistema chamado Google Keystone, mais especificamente a versão 1.2.13.75, que faz com que os softwares do Google estejam sempre atualizados. A vulnerabilidade só afeta computadores com o SIP desligado, que é um sistema da Mac que impede que malwares modifiquem partes importantes do sistema. No entanto, o SIP não está ativo em todos os Macs e computadores rodando a versão 10.10 Yosemite ou anteriores simplesmente não têm a função, ficando totalmente expostos ao bug.

publicidade

A situação foi tão grave que a equipe de edição inteira do seriado “Modern Family” se tornou incapaz de trabalhar porque suas máquinas não respondiam. Enquanto isso, a Avid, acreditando ser a culpada, tentava orientar seus clientes a não desligarem seus computadores para evitar transtornos.

Para os usuários afetados, o Google recomendou alguns passos que permitem recuperar uma máquina que tenha sido afetada. Isso inclui iniciar o Mac em modo de recuperação, acessar o menu de Utilidades e abrir a aplicação de Terminal para executar algumas linhas de código para restaurar a máquina.