O Google concordou em pagar cerca de US$ 1 bilhão para encerrar uma investigação por fraude fiscal iniciada há quatro anos na França. Investigadores acreditavam que a empresa evitava declarar parte de suas atividades no país para não ter que pagar o total do imposto devido.

O acordo inclui uma multa de 500 milhões de euros e impostos adicionais de 465 milhões de euros, informa comunicado do Google. A gigante da tecnologia registra a maior parte de suas vendas na Irlanda, pagando quase nada de imposto em outros países europeus.

“(O acordo permite) resolver de uma vez por todas essas disputas passadas”, disse Antonin Levy, um dos advogados do Google, em audiência no tribunal de Paris. Mais que isso, a decisão cria um precedente legal para várias outras ações do mesmo tipo, segundo o Ministro do Orçamento, Gerald Darmanin.

Darmanin acrescentou ainda que negociações estão em andamento com várias outras empresas, grandes e pequenas, mas não especificou seus nomes.

publicidade

Os países europeus têm se esforçado para tributar os lucros de empresas multinacionais de tecnologia em suas jurisdições. Isso resultou na França impondo seu próprio imposto unilateral e, consequentemente, recebendo promessas de retaliação de Donald Trump.

“Continuamos convencidos de que uma reforma coordenada do sistema tributário internacional é a melhor maneira de fornecer uma estrutura clara para empresas que operam em todo o mundo”, afirmou o Google.

Via: Reuters