Aos poucos, o Windows 10 começa a dominar o mercado de PCs. Os números mais recentes da NetApplications aponta que o sistema operacional lançado há quatro anos finalmente já está presente em quase 51% dos computadores ativos no mundo, abrindo cada vez mais folga sobre o Windows 7, instalado em 30% das máquinas.

O número mostra que, apesar de receber críticas duras, o Windows 10 caiu no gosto do público, ao contrário de seu antecessor, o Windows 8 (e o 8.1), que mesmo sendo mais recente foi sumariamente rejeitado pelo mercado.

Reprodução

No entanto, o ritmo de adoção ainda está muito abaixo do que a Microsoft esperava na época do lançamento. A empresa projetava alcançar 1 bilhão de dispositivos rodando Windows 10 dentro de até três anos após sua introdução no mercado. No entanto, o número mais recente, de março deste ano, aponta que apenas 800 milhões de aparelhos estão rodando a versão 10 do sistema operacional.

publicidade

Existe uma explicação para a diferença entre a expectativa da Microsoft e a realidade. A empresa computa dentro de suas projeções todos os dispositivos, e não apenas computadores pessoais. Isso significa que celulares seriam parte importante da estratégia para alcançar 1 bilhão de usuários, mas a Microsoft interrompeu os esforços de desenvolvimento do Windows 10 Mobile pela baixa adesão do público, o que atrasou os planos do bilhão.

A tendência é que a partir de 2020 vejamos um salto ainda maior de popularidade do Windows 10, já que o Windows 7 deixará de ser oficialmente suportado pela Microsoft, forçando boa parte do público e, especialmente, empresas que ainda não haviam atualizado a migrar para a versão mais recente sob risco de ficar exposto a ataques cibercriminosos.