Uma das principais preocupações ao comprar um dispositivo Android é a frequência das atualizações que você recebe ao longo dos anos. Boa parte deste problema acaba recaindo sobre as fabricantes de telefones, que precisam enviar frequentes updates de sistema operacional e segurança aos seus aparelhos. Pensando nisso, um relatório da empresa de pesquisa Counterpoint mostra como diferentes fabricantes incentivaram estas melhorias recentemente.

Reprodução

A pesquisa aponta que, no período entre o 3º trimestre de 2018 ao 2º trimestre de 2019, a Nokia foi líder na corrida para impulsionar atualizações – 96% dos seus telefones vendidos no ano passado já operam em Android Pie 9.0. A gigante sul-coreana Samsung está em segundo lugar, com 89% de seus dispositivos executando a versão mais recente do Android.

As principais fabricantes de smartphones, às quais se juntam Xiaomi e Huawei, têm mais de 80% de aparelhos totalmente atualizados. No entanto, outras empresas líderes como Lenovo, Oppo e Vivo têm números decepcionantes, com mais de 50% de seus telefones ainda executando o Android 8.1 Oreo ou algum sistema mais antigo.

publicidade

O relatório também observa que a Nokia demorou apenas seis meses para instalar o Android 9.0 Pie em quase 50% de seus telefones enviados no ano passado. No entanto, mesmo após um ano do lançamento da nova versão, nenhuma outra empresa além da Xiaomi e da Lenovo atualizou mais da metade do seu portfólio de aparelhos. Isso sugere que as empresas dão mais atenção para seus dispositivos mais caros, em detrimento dos seus modelos de linhas médias e de menor valor.

Reprodução

O diretor de pesquisa da Counterpoint, Peter Richardson, considera muito importante que as fabricantes de telefones Android conscientizem seus consumidores. “Talvez porque os fabricantes não estejam falando sobre [o papel das atualizações], a conscientização do consumidor também é baixa. Não aparece entre os dez recursos com que os consumidores mais se importam em nossa pesquisa.”

Fonte: The Next Web