O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, assina nesta quarta-feira (12), em Brasília, a portaria que autoriza o desligamento do sinal analógico de televisão em 395 cidades do interior de São Paulo e 59 no interior do Rio de Janeiro. A medida segue recomendação feita no fim de novembro pelo Gired, o grupo responsável pela implantação da TV digital no Brasil.

Publicidade

Com o fim do sinal analógico, esse grupo de cidades se junta a mais de 1.300 municípios que já são atendidos exclusivamente pelo sinal digital, que garante mais qualidade de som e imagem e o fim de interferências e chuviscos. O desligamento também permite liberar a faixa de 700 MHz para implantação da tecnologia 4G da telefonia móvel.

publicidade

85 cidades tiveram o sinal de TV analógica desligado na última semana

Publicidade

No último dia 05, municípios das regiões Nordeste, Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste também tiveream o sinal de TV analógica desativados. A medida atingiu 85 cidades, entre elas: Campina Grande (PB), Feira de Santana (BA), Uberaba (MG) e Vitória da Conquista (BA), Blumenau (SC), Caruaru (PE), Imperatriz (MA), Rondonópolis (MT), Santa Maria (RS), Uberlândia (MG), Jaraguá do Sul (SC), Joinville (SC) e Juiz de Fora (MG), Dourados (MS), Governador Valadares (MG), Mossoró (RN), Marabá (PA), Parnaíba (PI) e Petrolina (PE).

Com o desligamento do sinal analógico, haverá a liberação da faixa de 700 MHz, atualmente ocupada por canais de TV aberta. Essa frequência será utilizada para ampliar o serviço de telefonia e internet de quarta geração (4G) no Brasil.

Antes da liberação, será feita uma campanha de mitigação para informar a população sobre como agir em caso de interferência do sinal da banda larga móvel na TV aberta digital. O período de mitigação dura, em média, 30 dias. Após o término desse processo, a Anatel libera o uso da faixa de 700 MHz.

Publicidade

Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia