A primeira demonstração de velocidade da rede 5G no “mundo real” estava marcada para acontecer oficialmente ontem (4), durante a Snapdragon Technology Summit, no Havaí. Porém, de acordo com os participantes do evento, não foi bem isso que aconteceu.

Publicidade

Apesar dos dispositivos de testes estarem no estande de grandes fabricantes e operadoras de telecomunicações, os jornalistas presentes na feira não podem testar efetivamente a qualidade da rede, muito menos as velocidades.

publicidade

Segundo o pessoal do canal The Verge, existem dispositivos VR ligados a um computador conectado à rede Wi-Fi, tecnicamente 5G, mas não foi possível confirmar se era ou não o 5G que está funcionando ali.

Publicidade

Pior do que isso, as empresas que supostamente deveriam oferecer os aparelhos para teste da rede 5G durante a feira, afirmam que não houve tempo para testar as redes e o que o espectro não é o ideal.

Representantes da Ericsson, empresa responsável por montar a rede tanto para a Verizon quanto para a AT&T, afirmaram que “porque eles montaram uma rede com apenas 100MHz de espectro, e tiveram só alguns dias para testá-la e otimizá-la, as velocidades não são o que deveriam ser”, disse o redator do The Verge.

De acordo com a Ericsson, as redes 5G devem ter mais de 400 a 800MHz de espectro no mundo real.

Publicidade

No vídeo abaixo é possível que o que está sendo apresentado na Tech Summit não chega nem perto das expectativas da indústria para o 5G:

A Qualcomm Snapdragon Technology Summit acontece no Havaí, nos Estados Unidos, ao longo desta semana. Além de novidades sobre o 5G, o evento marca a chegada do processador Snapdragon 855, que equipará os tops de linha Android de 2019. O Olhar Digital está no evento e trará todos os testes nos próximos dias. Não perca!