Entre os dias 27 (terça-feira) e 29 (quinta-feira) de novembro, acontece a primeira Feira do Pólo Digital de Manaus. O evento é realizado pelo CODESE (Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico) da capital amazonense e conta com o patrocínio da Sidia – instituto de Pesquisa & Desenvolvimento especializado em softwares embarcados para smartphones, tablets, wearables, smartTVs, entre outros, fundado e financiado pela Samsung.

Publicidade

Segundo a organização da feira, a expectativa é que o evento receba 10 mil visitantes, que rodarão entre os estandes de 93 empresas, instituições e startups participantes. Elas apresentarão soluções em diversas áreas como telefonia celular, DTV, e-commerce, varejistas e atacadistas, infraestrutura de rede, automotivo, financeiro, jurídico, entre outros.

publicidade

“Manaus é o segundo maior parque industrial do Brasil e um grande gerador de verbas para Pesquisa & Desenvolvimento de novas tecnologias, graças aos incentivos da Lei de Informática, que obriga que essas pesquisas também sejam feitas em Manaus”, afirmou Vania Capela, gerente de projetos da SIDIA. “Com isso, a capital amazonense conta com uma série de empresas, institutos e startups de Tecnologia. No entanto, nosso ecossistema ainda é um pouco desorganizado, não está claro quantas startups temos e o que elas fazem. Falta uma visão clara desse ambiente tecnológico, em termos de oferta e demanda. Logo, a intenção da feira é começar a organizar esse pólo digital, sermos complementares, até mais do que sermos competidores”, completa.

Publicidade

Capela afirma ainda que uma das intenções deste novo pólo digital é fomentar soluções para a indústria 4.0, o que significa tornar a tecnologia mais presente nos processos industriais, tornando as fábricas mais eficientes, produtivas e modernas. “Como temos um grande pólo industrial por aqui, é necessário que também haja no mesmo local um pólo tecnológico, para que essa modernização se torne realidade, de forma muito mais rápida e efetiva”, completou a executiva.

Palestras internacionais sobre realidade virtual, games, animação 3D, entre outros tópicos

Para além das empresas e instituições que vão expor suas soluções, a feira também uma série de palestrantes, muitos deles do exterior, e todos especialistas em tecnologia e inovação, abordando assuntos como realidade virtual, games, animação 3D, entre outros. Até o momento, já há mais de três mil inscritos para acompanhá-las.  

Publicidade

Entre os destaques estão Johnny Spinelli, especialista canadense em animação 3D que já trabalhou em filmes como Transformers e Rango. Sua palestra acontecerá no dia 29 de novembro (18hs), com casos sobre toda sua trajetória. Neste mesmo dia (às 19hs), Jama Jurabaev, artista conceitual sênior da Lucasfilm, apresentará  a palestra “ Realidade Virtual para Artistas”. Ele vai dividir sua experiência com a indústria cinematográfica e de jogos em Londres, no Reino Unido e demonstrar sobre como artistas podem usar a realidade virtual em sua criações. Jama, recentemente trabalhou em filmes como A Bela e a Fera, Jurassic World 2, Avengers: Era de Ultron, Guardiões da Galáxia, entre outros.

A grade de programação conta também com Alexandre Kikuchi, desenvolvedor de games e apps, e evangelizador tecnológico na América Latina da Unity , um motor de jogo proprietário criado pela Unity Tecnologies. Sua apresentação será no dia 28/11 (19hs).

No mesmo dia 28 (20hs), a feira terá também a apresentação do compositor britânico de trilhas sonoras para videogames, David Wise. Sua palestra, “De Donkey Kong Country a Snake Pass”, trilhará a evolução dos videogames e seu ambiente musical.

Publicidade

Por fim, os visitantes  também poderão conferir atrações nacionais do cenário brasileiro de jogos e arte 3D, com as palestras: “Criação de Personagem Sci-fi”, com Rafael Souza (28/11 – 18hs), do ATELIER CG; e “Os desafios do Processo Criativo”, em arte digital 3D, com Victor Portella, da Globo, no dia 29 de novembro (17hs).

Hackathons? Sim, teremos!

Como toda boa feira de tecnologia que se preze, a Feira do Polo Digital de Manaus também terá a sua maratona de programação, também conhecida como hackathon. O evento levará o nome de #ManausCodeWar, reunindo uma série de programadores da região.

Publicidade

A competição exigirá que os programadores usem de maneira eficiente a teoria de computação para resolver problemas complexos. Serão 3 dias de competição em uma arena montada especialmente para a iniciativa e que terá até torcida. Em um ambiente computacional assíncrono, os programadores precisarão resolver os desafios, em um tempo limitado, mas com possibilidade de múltiplas tentativas sempre que uma posição estiver disponível na arena. As regras envolvem completude, tempo de execução, casos de testes corretos e número de tentativas para se chegar ao melhor resultado.

Os três primeiros colocados ganharão smartphones e tablets, além do sorteio de brindes para os participantes.  

A 1º Feira do Pólo Digital de Manaus acontecerá no Studio 5 – Centro de Convenções de Manaus, a partir das 14hs. O endereço é Av. Rodrigo Otávio, 3555 – Distrito Industrial, Manaus.

Publicidade

Para mais informações, consulte o site oficial do evento.