O Facebook reconheceu que usou um recurso que aumenta a proteção dos usuários para ganhar dinheiro. A rede social admitiu que usou o número de telefone vinculado à autenticação em dois fatores para direcionar anúncios aos seus usuários.

A autenticação em dois fatores é considerada uma importante camada extra de segurança: garante que sua conta não vai ser acessada por alguém que tenha simplesmente a senha – ela vai precisar de outro código para fazer login. No Facebook, esse segundo código é enviado via SMS para o número de telefone do usuário.

Assim, pessoas que ativaram o recurso com o objetivo de se sentirem mais seguras dentro do Facebook acabaram fornecendo mais uma informação para o Facebook lucrar em cima. “Usamos as informações fornecidas pelas pessoas para oferecer uma experiência melhor e mais personalizada do Facebook, incluindo anúncios,” explicou a rede social ao site Gizmodo.

A admissão do Facebook vem após um grupo de pesquisadores de segurança denunciar a prática. O estudo feito na Northeastern University, nos Estados Unidos, mostrou que a rede social cadastra o número de telefone usado na autenticação em dois fatores para direcionar anúncios, mesmo que o número em questão não tenha sido associado ao perfil do usuário de outras maneiras.

publicidade

O Facebook garante que o usuário pode escolher por apagar o número de telefone para não receber mais anúncios direcionados a partir dele, se assim preferir. A autenticação em dois passos pode ser feita de duas outras maneiras: com uma chave USB ou com um aplicativo gerador de códigos, como o Google Authenticator.

-> Tudo sobre o Facebook: história e dicas de segurança para usar a rede social!
-> Como entrar no Facebook: problemas comuns e dicas de login