Uma pequena cidade norte-americana na região de São Francisco, lar do Vale do Silício, decidiu bloquear a instalação de torres de 5G próximas à sua área. Segundo reportagem do TechCrunch, o município de Mill Valley emitiu uma portaria de urgência para impedir a implementação de qualquer equipamento relacionado à tecnologia de rede em seu território. O motivo? Receio de que a radiação eletromagnética emitida pelas antenas gere problemas de saúde na população.

Publicidade

A portaria foi emitida após o conselho municipal receber quase 150 pedidos de moradores da cidade para limitar a instalação do 5G. A população local é de 14 mil pessoas, e apenas cinco delas se mostraram favoráveis à chegada da nova tecnologia.

publicidade

O bloqueio se refere principalmente às small cells, pequenas antenas que são normalmente instaladas em postes e até mesmo orelhões. Esses equipamentos se tornaram mais populares com o crescimento do 4G, e costumam ser usados para aumentar a cobertura de uma rede sem que a operadora precise montar uma daquelas antenas enormes.

Publicidade

Mas há riscos? 5G causa câncer?

A dúvida é antiga, mas ainda não há consenso dentro da própria comunidade científica. O que se sabe é que o nível de radiação emitido pelas small cells é consideravelmente menor do que o das torres maiores, e a indústria diz que elas não representam um risco para a saúde.

Faz sentido, visto que elas são dedicadas a cobrir áreas pequenas, e por isso não precisam emitir um sinal com tanta força. Mas especialistas acreditam que ainda é preciso estudar melhor os efeitos da radiação, independentemente de onde ele venha.

Publicidade

“Baseado no que sabemos hoje, não há risco”, explicou Martin Röösli, do Swiss Tropical and Public Health Institute, a uma reportagem recente do Deutsche Welle. “Mas precisamos considerar uma margem de erro grande, porque ainda há muitas incertezas nessa área.”

Uma matéria da CBS diz quase o mesmo, citando o Instituto Nacional do Câncer nos EUA: “um número limitado de estudos trouxe algumas evidências de associação estatística de uso de celulares e riscos de tumores cerebrais, mas a maioria não viu essa relação”.

O Departamento de Saúde Pública da Califórnia, no entanto, já preferiu ir com mais cautela em um alerta emitido no fim do ano passado. “Ainda que a comunidade científica não tenha chegado a um consenso sobre os riscos do uso de celulares, pesquisas sugerem que a utilização constante e a longo prazo pode impactar a saúde das pessoas”, diz o texto.

Publicidade

É esse receio que já fez com que outras cidades próximas a Mill Valley e ao Vale do Silício emitissem ordens similares à do pequeno município. Mas, como lembra o TechCrunch, nem todo se preocupa com isso: na China, por exemplo, os investimentos para acelerar a implantação do 5G só aumentar, e o país logo deve ter uma estrutura completa para a rede.