O Google anunciou nesta segunda-feira, 18, uma “parceria estratégica” com a segunda maior rede de varejo online da China. Como parte da parceria, a JD.com receberá um investimento de US$ 550 milhões da norte-americana.

O valor, que corresponde a R$ 2 bilhões em conversão direta, será usado na expansão da JD.com para além da China e do sul asiático, com planos de estabelecimento na Europa e nos Estados Unidos, segundo informações da Reuters.

Além disso, a JD.com agora faz parte do Google Shopping, agregador de sites de varejo com presença global. A empresa também já recebeu investimentos de outra gigante chinesa, a Tencent, além da também varejista Walmart.

Na China, a JD.com só perde em presença no mercado para a Alibaba. Segundo a Reuters, a empresa é vista como uma potencial arma contra a concorrência da Amazon, maior varejista dos EUA e que recentemente ultrapassou o Google em valor de mercado.

publicidade

No começo deste ano, o Google anunciou também o investimento de US$ 120 milhões – equivalentes a R$ 450 milhões – na Chushou, uma plataforma de streaming de e-sports que está crescendo em ritmo de se tornar rival do Twitch, como informa o Engadget.

Investir no mercado da China tem sido o caminho encontrado pelo Google para se infiltrar no país. Os principais serviços da gigante norte-americana são banidos lá porque o Google se recusa a cooperar com a restrição de liberdade de informação imposta pelo governo chinês.