A Netflix anunciou nesta segunda-feira, 7, que comprou a Millarworld, editora de quadrinhos dos EUA encabeçada pelo autor Mark Millar, que já escreveu histórias para gigantes como Marvel e DC Comics. Essa foi a primeira aquisição da história da Netflix, mas o valor da transação não foi divulgado.

Millarworld é o selo editorial que deu origem a filmes de sucesso em Hollywood, como “Kick-Ass”, “Kingsman” e “O Procurado”. Com a compra, a Netflix será dona de tudo o que a editora criar daqui para frente, podendo se tornar, em teoria, uma rival da Marvel.

Os filmes baseados em quadrinhos da chamada “Casa das Ideias”, produzidos pelo Marvel Studios, que pertence à Disney, já formam uma das franquias mais rentáveis de Hollywood, atraindo a concorrência de estúdios como Fox (e seus filmes dos X-Men) e Warner (Mulher-Maravilha, Liga da Justiça).

Com a Millarworld, a Netflix também pode entrar no efervescente mercado de conteúdo baseado em HQs através de produções próprias. Vale lembrar que a companhia de streaming já tem uma parceria com a Marvel no desenvolvimento de séries originais, como “Jessica Jones”, “Demolidor” e a vindoura “Os Defensores”.

publicidade

De acordo com a Millarworld, os filmes baseados em seus quadrinhos já renderam mais de US$ 1 bilhão em bilheteria. Segundo a Netflix, porém, o objetivo da compra é gerar filmes e séries originais para sua plataforma de streaming. Por enquanto, portanto, nada foi divulgado a respeito da participação da Netflix em futuras franquias levadas ao cinema.