A linha Moto G é uma das principais famílias de produtos da Motorola, e neste ano chegou à sua quinta geração. Mas, apesar das melhorias, chamou a atenção de algumas pessoas o fato de que o Moto G4 Plus, lançado no ano passado, continua mais caro que o Moto G5, deste ano.

O Moto G5 custa, no site oficial da fabricante, R$ 999. Já o Moto G4 Plus, do ano passado, custa R$ 1.499, o mesmo que custava o Moto G5 Plus quando chegou ao Brasil (desde então, o preço caiu para R$ 1.299). Sem dúvida, uma prática incomum no mercado.

Mas, independentemente dos motivos que levaram a Motorola a optar por essa estratégia, afinal, será que o celular mais caro, neste caso, é melhor que o mais barato? Há razões para acreditar que sim. Confira abaixo, portanto, quatro motivos pelos quais o Moto G4 Plus é melhor que o Moto G5.

1. Android puro de verdade

publicidade

A Motorola gosta de comercializar seus smartphones como modelos que usam “Android puro”, mas, no caso específico do Moto G5 e do Moto G4 Plus, só um deles leva essa promessa a sério. O Moto G4 Plus vem com praticamente nenhuma customização sobre a interface do sistema operacional, ao contrário do Moto G5.

O modelo de quinta geração vem com uma launcher diferente, semelhante à do Google Pixel, incluindo algumas pequenas customizações na gaveta de apps. Já o Moto G4 Plus vem com a boa e velha launcher do Google Now, com a gaveta tradicional do Android e sem qualquer modificação desnecessária, nem mesmo aplicativos inúteis pré-instalados. Puro de verdade.

2. Processador melhor

O Moto G4 Plus vem com um processador Snapdragon 617, enquanto o G5 vem com um Snapdragon 430. Os dois foram desenvolvidos e lançados simultaneamente pela Qualcomm, mas a própria fabricante garante que o 617 é melhor em performance e gestão de energia do que o 430, já que é voltado para smartphones mais caros. Como os dois celulares têm 2 GB de RAM, é o processador melhor que garante ao G4 Plus a vantagem de ser, em tese, mais rápido.

3. Câmera melhor

Há quem diga que o número de megapixels numa câmera não é suficiente para dizer se um smartphone tira boas fotos ou não. E é verdade. Mas isso não quer dizer que megapixels não têm qualquer valor. No caso desse comparativo, é fácil notar como os 16 MP da câmera do Moto G4 Plus superam os 13 MP da do Moto G5, com fotos bem mais nítidas e detalhadas.

Mas não é só isso. O Moto G do ano passado também tem foco automático a laser e flash dual-LED, que permite um equilíbrio melhor de cores, recursos que o Moto G mais novo não tem. Os dois têm lentes com abertura de f/2.0 e foco por detecção de fase. Ou seja, o Moto G4 Plus ganha nos detalhes mais uma vez.

4. Mais bateria

Além de um processador com gerenciamento de energia melhor, o Moto G4 Plus também tem, em números, mais bateria que o G5. São 3.000 mAh no modelo do ano passado contra 2.800 mAh na versão deste ano. É verdade que o G4 Plus tem uma tela maior, mas a resolução é a mesma que a do G5 (1080p). No desempate, portanto, o Moto G Plus de quarta geração sai com a melhor.