A Sony está surpresa com o burburinho gerado em torno do PlayStation 3. Afinal, diz a empresa, o fim do console foi anunciado faz tempo.

Na última segunda-feira, 29, o site Gematsu noticiou que a produção havia terminado no Japão, o que deu início a uma onda de replicações a respeito disso. A informação se baseava no fato de que a página do PS3 no país indicava que as entregas haviam sido encerradas.

Ontem, o Olhar Digital mostrou a página a uma japonesa, segundo a qual a tal mensagem meramente dizia que não havia estoque do produto, o que abriria a possibilidade para uma reposição — embora, conforme salientamos, isso fosse uma possibilidade remota.

Hoje, conversamos com um representante da Sony na Europa, e ele disse não entender por que tanta gente se surpreende com a “morte” do PS3. “É uma notícia relativamente velha, mas acho que alguém traduziu o site japonês achando que fosse novidade”, comentou ele — acertando na mosca.

publicidade

A Sony nos enviou também um comunicado sobre o assunto ressaltando que, na Europa, as entregas terminaram em março de 2016. Nos Estados Unidos e na Ásia, a interrupção aconteceu em outubro do mesmo ano.