A Apple costuma deixar para trás alguns aparelhos mais antigos das suas linhas de produtos, e a empresa recentemente divulgou uma lista com as novas “vítimas”. Está incluída uma série de MacBooks dos modelos Air e Pro, além de iPhones e até mesmo um AirPort (o aparelho de Wi-Fi da empresa). Todos deixarão de receber suporte no dia 30 de junho.

Quando um aparelho da Apple entra nessa lista, ele é marcado pela empresa como “obsoleto”, como informa o 9to5Mac. Isso significa que as lojas da Apple e suas oficinas licenciadas não oferecem mais peças ou serviços de reparo para eles. Ainda é possível obter os componentes ou consertar os dispositivos, mas apenas por canais não oficiais. Confira a lista a seguir:

MacBooks:

– MacBook Air (11 polegadas, lançado no meio de 2011)*;

publicidade

– MacBook Air (13 polegadas, lançado no meio de 2011)*;

– MacBook Pro (13 polegadas, lançado no fim de 2011)*;

– MacBook Pro (15 polegadas, lançado no fim de 2011)*;

– MacBook Pro (17 polegadas, lançado no fim de 2011)*;

– MacBook Pro (17 polegadas, lançado no meio de 2009).

Periféricos:

– AirPort Express 802.11n (primeira geração).

iPhones:

– iPhone 3GS (16 GB / 32 GB);

– iPhone 3GS (16 GB / 32 GB – China).

Curiosamente, parte dos produtos listados acima continuarão a receber algum nível de suporte técnico da empresa. Os MacBooks marcados com um asterisco não serão classificados como “obsoletos” no estado da Califórnia, nos EUA, e na Turquia, mas como “vintage”.

Isso significa que, por lá, a empresa ainda oferecerá um suporte limitado a esses aparelhos por mais dois anos. Provavelmente, a Califórnia tem esse privilégio por ser o estado onde se localiza a sede da empresa. A Turquia, por sua vez, é uma escolha menos clara; é possível que ela seja um ponto importante de logística para a empresa, por onde muitos de seus componentes passam.

Se você tiver algum dos aparelhos listados acima e ele estiver apresentando algum defeito, você tem até o dia 30 de junho para levá-lo às lojas da Apple e receber auxílio por meio dos canais oficiais da empresa. Caso contrário, terá que consertá-lo de outra maneira. Uma lista com todos os produtos da empresa que já deixaram de receber suporte (ou ainda recebem de maneira limitada) pode ser vista por meio deste link.