O programa de testes de carros autônomos da Uber tem encontrado uma série de problemas. Além de preocupar os motoristas do serviço, o programa também preocupou o governo da Califórnia, que não permitiu a realização de testes por lá. A empresa primeiramente desafiou o governo, mas em seguida voltou atrás e cancelou o projeto por lá.

Agora, porém, a Uber começará a testar seus carros autônomos em outro local. A empresa afirmou ao Engadget que uma frota de carros seus desse tipo foi enviada rumo ao estado do Arizona na manhã de ontem, 22 de dezembro, e que eles devem começar a ser testados por lá ao longo das próximas semanas. A mudança foi noticiada primeiro pela repórter Marisa Kendall, do San Jose Mercury News, pelo Twitter:

Apoio local

Segundo a empresa, o governador do Arizona, Doug Ducey, “apoia totalmente” a iniciativa da Uber. De fato, o governador do estado já mostrou seu apoio a tecnologias de carros autônomos por meio do Twitter, e o Arizona também está sendo palco de testes para os veículos sem motorista da GM. Pouco após saber que a Califórnia não tinha permitido que a Uber continuasse os testes por lá, Ducey tuitou dizendo tratar-se de um exemplo de “regulamentação demais”.

publicidade

De acordo com o VentureBeat, o departamento de trânsito do Arizona criou em 2015 um comitê para supervisionar o desenvolvimento de carros autônomos no estado. Em declaração enviada ao site, o departamento afirmou que a medida tem o objetivo de “criar o ambiente mais acolhedor possível e, ao mesmo tempo, promover segurança pública”.

Pode ser uma mudança extremamente importante para a empresa: a uber deve fechar o ano com um prejuízo superior a US$ 3 bilhões. Uma das expectativas, contudo, é que ela esteja aguentando esse prejuízo na esperança de recuperar tudo de uma vez quando seus carros autônomos começarem a funcionar.