No primeiro relatório financeiro divulgado pela Microsoft após a compra do LinkedIn, a empresa norte-americana deu uma boa notícia para seus acionistas. Os números da companhia subiram consideravelmente nos últimos três meses e surpreenderam até mesmo analistas que previam um crescimento mais baixo da gigante de tecnologia.

Os dados são do último trimestre do ano fiscal de 2016 (encerrado ao final de junho) e mostram ganhos de US$ 22,6 bilhões, acima dos US$22,1 bilhões previstos por Wall Street. Dessa forma, a empresa registrou lucro líquido de US$ 3,12 bilhões. Resultado muito melhor do que o prejuízo de US$ 3,2 bilhões no mesmo período do ano passado.

O lucro por ação também aumentou. Ele fechou o ano fiscal de 2016 em US$ 0,39, ante o déficit de US$ 0,40 de 2015. Já o lucro por ação ajustado foi de US$ 0,69, acima do previsto de US$ 0,58.

As receitas da companhia, por sua vez, recuaram 7% neste trimestre e fecharam em US$ 20,61 bilhões. Já as ações na bolsa de valores subiram 3% após o fechamento do mercado. 

publicidade

Via TechCrunch e Valor