O grupo de ativistas Anonymous realizou um novo ataque nesta terça-feira, 06/07. Os hackers vazaram dados pessoais de diversos funcionários da Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel. Até mesmo João Rezende, presidente do órgão, teria tido seus dados pessoais divulgados.

O ataque foi realizado por uma das principais células brasileiras do movimento e as informações foram publicadas na página do Facebook do grupo. Entre os dados vazados, constam o nome dos pais, números do RG e do CPF, endereço e telefone de 50 pessoas que ocupariam cargos importantes na agência, tais como conselheiros e chefes de auditoria, além do próprio presidente.

Até o momento a Anatel ainda não se posicionou sobre esse novo ataque e também não há confirmações de que os dados divulgados na manhã desta quarta-feira são, de fato, verdadeiros. A reportagem tentou o contato com a Anatel para comentar o assunto, mas nenhum porta-voz atendeu nossas ligações.

Leia também:

publicidade

O grupo ainda diz que poderá fazer uso dos dados para ações como “cancelar o serviço de internet e os pacotes 3G dos funcionários” e “ligar pessoalmente para cada residência para expor o descontentamento pessoal com a internet limitada”.

Ações mais radicais como “encomendar umas 30 caçambas de entulho e mandar entregar na porta da garagem” e “encomendar uma tonelada de areia e pedra, e pedir pro caminhão descarregar na porta de casa” também foram sugeridas.

Essa não foi a primeira vez que o grupo atacou a Anatel. Na última sexta-feira, o grupo já havia informado que tinha conseguido invadir os servidores internos do órgão, o que foi desmentido pela Anatel. Olhar Digital, contudo, conversou com um dos hackers envolvidos no ataque e obteve detalhes de como a invasão havia sido feita.