A empresa chinesa Turing Robot lançou um sistema operacional que permite que desenvolvedores e criadores de robôs colaborem em uma mesma linguagem. A Turing Robot já fornece os sistemas por trás de uma série de outros serviços automatizados, como a assistente virtual Hidi, da HTC.

O objetivo da empresa é criar uma plataforma universal para o desenvolvimento de robôs domésticos no mercado chinês. Com o seu sistema operacional (chamado de Turing OS), a empresa pretende chegar tanto a pesquisadores e desenvolvedores de robôs, quanto a programadores que queiram usar os robôs como plataformas para seus programas.

Com essa iniciativa, a cooperação entre as duas “pontas” da indústria de robótica fica muito mais simples. Além disso, a Turing Robot também fornecerá os sistemas de inteligência artificial, visão computacional, reconhecimento de objetos e processamento de linguagem humana para os robôs – todos os quais ela própria desenvolveu. 

Mercado em crescimento

publicidade

Trata-se de um movimento estratégico da Turing Robot para conquistar uma posição importante em um mercado que está em rápida expansão na China. O governo do país está investindo bastante nesse mercado, tanto para aumentar a produtividade de suas indústrias quanto para gerar um mercado de robôs de entreteinimento. 

Segundo o diretor de design da Turing Robot, Poseidon Ho, o objetivo da empresa é permitir que, no futuro, os robôs sejam mais interativos e reajam às expressões faciais e ações do usuário. Além disso, ele acredita que os robôs também podem ser usados, por exemplo, para ajudar a ensinar inglês para crianças chinesas. “Os pais não comprariam [um robô desses] apenas para que as crianças brincassem com ele”, disse em entrevista à MIT Tech Review. “O papel educacional é muito importante”. 

Uma emrpesa que recentemente tomou uma postura semelhante no ocidente é a Softbank. Por meio de parcerias com a IBM e o Google, a empresa buscou melhorar e tornar mais acessíveis os recursos do Pepper, seu robô humanóide. A atitude compensou: desde então, o Pepper já arrumou dois empregos